Notícias

Museu do Amanhã e WWF-Brasil realizam seminário no Dia da Sobrecarga da Terra

Data: 31/07/2017 11:51

Por Redação/ Assessoria

No dia 2 de agosto, o Museu do Amanhã e o WWF-Brasil promovem um debate sobre o Dia da Sobrecarga da Terra. O seminário "Áreas Protegidas no Brasil: o amanhã ameaçado” marca a participação do Brasil na discussão que ocorre na mesma data em diversos países e que trata de entender causas e efeitos da crescente demanda da humanidade sobre os recursos naturais. O evento será realizado no Observatório do Amanhã, às 14h, com transmissão on-line pelo Facebook do Museu.

O consumo global e a pressão sobre os ambientes naturais e as espécies estão muito além da capacidade que o planeta tem de se regenerar, alertam os organizadores. Para esta conversa, o Museu do Amanhã receberá Bráulio Dias, ex-secretário-executivo da Convenção sobre Diversidade Biológica da ONU; o economista Carlos Eduardo Young; e Maurício Voivodic, diretor do WWF-Brasil. Entre os temas debatidos estão a importância da biodiversidade brasileira para o mundo, o valor econômico das florestas ao permanecerem intactas e o impacto das políticas públicas sobre o meio ambiente no Brasil.

“Estamos no limite de consumo dos recursos naturais”, adverte o gerente de conteúdo do Museu, Leonardo Menezes. Segundo ele, a humanidade vive um momento drástico em que terá de fazer escolhas determinantes para o seu futuro. Para Menezes, rever os atuais padrões – insustentáveis – de consumo e orientar a economia para uma rota de baixas emissões de carbono são medidas que precisam ser tomadas no âmbito dos governos, das empresas e dos cidadãos.

O diretor-executivo do WWF-Brasil, Maurício Voivodic, lembra que Brasil é um país megadiverso e possui um dos maiores e mais complexos sistemas de áreas protegidas em todo o mundo. Nestas áreas, encontra-se boa parte da biodiversidade, dos estoques de carbono e dos mananciais que abastecem o país.

“Mas todo esse sistema está em risco devido a escolhas políticas de governo que, ao invés de ampliar, reduzem as áreas protegidas com fortes impactos”, lembra Voivodic, acrescentando que há pressões de todos os lados. “Negócios insustentáveis e atividades econômicas orientadas apenas para atender à voracidade do consumo não consideram que os recursos têm limite e esse limite já foi superado”, diz o diretor do WWF-Brasil.

Serviço:
Áreas Protegidas no Brasil: o amanhã ameaçado
Data: 2 de agosto (quarta-feira)
Horário: das 14h às 17h30
Local: Observatório do Amanhã (Praça Mauá, nº 1, Centro – Rio de Janeiro)




Sobre o WWF

O WWF-Brasil é uma organização não governamental brasileira dedicada à conservação da natureza, com os objetivos de harmonizar a atividade humana com a conservação da biodiversidade e promover o uso racional dos recursos naturais em benefício dos cidadãos de hoje e das futuras gerações. Criado em 1996, o WWF-Brasil desenvolve projetos em todo o país e integra a Rede WWF, a maior rede mundial independente de conservação da natureza, com atuação em mais de 100 países e o apoio de cerca de 5 milhões de pessoas, incluindo associados e voluntários.





Printer Versão para impressão
Rss_old RSS
Newspaper_link Assine a newsletter
User Envie para um amigo



Notícias relacionadas



Caderno de Sustentabilidade



Caderno de Sustentabilidade

Download

Twitter-logo Siga no Twitter!

Facebook_icon Siga no Facebook!

Busca:









Parceiros