Notícias

Energy Observer é batizado em Paris em sua primeira parada na volta ao mundo

Data: 08/08/2017 17:31

Por Redação/ Assessoria

Depois de deixar o porto de Saint-Malo na França em 26 de junho de 2017, o Energy Observer foi para Paris, onde permaneceu de 4 a 16 de julho, antes de partir em uma odisseia mundial de seis anos. O passeio abrange 101 portos de escala em 50 países e tem como objetivo demonstrar que é possível um futuro mais limpo, tanto para a humanidade quanto para o ambiente.

 

O primeiro navio de hidrogênio no mundo

Depois de um longo período em mar aberto sob uma variedade de nomes, o catamarã, abastecido por energia renovável e hidrogênio é um verdadeiro pioneiro nas energias do futuro. O "Energy Observer é um barco de corrida lendário, que foi redesenhado como um navio do futuro", afirma Victorien Erussard, capitão e presidente do Energy Observer. "O hidrogênio, a mais recente energia limpa, está no coração de nosso projeto. O navio é capaz de produzir seu próprio hidrogênio a bordo, da água do mar, usando um sistema integrado que permite a utilização de várias fontes de energia renovaveis, sem afetar o meio ambiente. O objetivo é conseguir a autossuficiência energética", acrescenta. "Esperamos contribuir promovendo essa transição energética e inspirando empresas, autoridades locais, governos e indivíduos. Um futuro mais limpo é possível graças às inovações tecnológicas e, em particular, ao sistema energético projetado pelo CEA-Liten".

 

Florence Lambert, diretora da CEA-Liten, um instituto especializado em pesquisa de tecnologias de energia renovável e nanociência, diz: "estamos caminhando para uma verdadeira revolução na área de energia. Este navio atuará como um acelerador para o progresso em tecnologia e pesquisa para aplicações na indústria. Sem dúvida, o Energy Observer é um laboratório de pesquisa vivo e flutuante, que nos permitirá testar tecnologias projetadas pelo CEA-Liten em ambientes marinhos, além de desenvolver soluções para combater as mudanças climáticas e, em longo prazo, tornar-se um canal para empregos focados em sustentabilidade".

 

Um dia moderno em Calypso

 

Durante toda a odisseia, Energy Observer alcançou homens e mulheres comprometidos com um futuro mais verde. Também desempenhou um papel importante nos meios de comunicação como o tema de um documentário que visa inspirar e liderar a transição para estilos de vida mais verdes. "Este projeto é uma maneira de passar da observação para a ação e recuperar a tradição de exploração abordando-a de uma forma completamente diferente. Hoje, estamos nos esforçando para pavimentar o caminho para um futuro mais limpo, e gostaríamos de compartilhar nossas soluções com o maior número possível de pessoas por meio de documentários, conteúdos online, mídias sociais e aldeias onde vamos parar durante a viagem. Nosso objetivo é descobrir soluções inovadoras que respeitem o meio ambiente e reunir todos aqueles capazes de fazer uma contribuição," explica Jérôme Delafosse, Expedition Leader do Energy Observer e documentarista.

 

Cerimônia de nomeação na ensolarada Paris

 

O Energy Observer foi batizado em Paris na presença de Victorien Erussard, Anne Hidalgo, Nicolás Hulot, Jérôme Delafosse, outros parceiros do projeto e Bertrand Piccard, Presidente da Solar Impulse Foundation, que aproveitou a oportunidade para oferecer para Erussard a bússola magnética, que o guiou durante sua própria viagem ao redor do mundo. “O Energy Observer, como Solar Impulse, usa a exploração como meio de melhorar a qualidade de vida. Precisamos conscientizar as pessoas a respeito do futuro, mostrando-lhes as soluções e não as desvantagens. Esta bússola estabeleceu o meu curso e agora é uma testetemunha da fé que tenho neste projeto", ressalta Piccard.

 

Anne Hidalgo, prefeita de Paris, afirma que ficou encantada ao conhecer o barco em sua primeira parada: "Paris é uma cidade que canaliza a inovação e o desejo de inventar o futuro usando soluções sustentáveis. Não estamos condenados a pensar que amanhã deve ser pior do que ontem. Estou convencida de que amanhã será melhor, pois haverá mais respeito pelo planeta e pelos seres humanos”.

Nicolas Hulot conclui: "o que eu realmente gosto do projeto é que conseguimos conciliar o meio ambiente, a tecnologia e a economia. Estamos finalmente avançando para o futuro. Mas, acima de tudo, o Energy Observer visa conquistar o ceticismo, por isso decidi apoiar o projeto. Precisamos acreditar no futuro, porque a revolução energética já está em andamento".

 

 

Sobre Energy Observer

Energy Observer é o primeiro navio autossuficiente de energia, impulsionado por hidrogênio e energias renováveis, com zero emissões: 120 m² de painéis solares, duas turbinas eólicas de eixo vertical, uma pipa de tração inteligente e dois motores elétricos que podem ser convertidos em hidrogeradores. Essa mistura de energia faz do Energy Observer o primeiro barco no mundo capaz de produzir seu hidrogênio a partir da água do mar. O projeto começou em 2015 e, em 26 de junho de 2017, o Energy Observer deixou Saint-Malo, seu porto de partida, em uma viagem de seis anos ao redor do mundo. Os primeiros portos de escala são na França, começando em Paris neste verão e terminando em Mônaco em dezembro.






Printer Versão para impressão
Rss_old RSS
Newspaper_link Assine a newsletter
User Envie para um amigo



Notícias relacionadas



Caderno de Sustentabilidade



Caderno de Sustentabilidade

Download

Twitter-logo Siga no Twitter!

Facebook_icon Siga no Facebook!

Busca:









Parceiros